7 lições sobre como a tecnologia pode agregar valor para as empresas

Nos últimos tempos, a pandemia reforçou ainda mais o imperativo da transformação digital das empresas e o papel essencial da tecnologia para aprimorar produtos e serviços.

A última pesquisa global da McKinsey sobre tecnologia e negócios identificou que, mesmo no início da crise, as empresas já estavam passando por esse processo de integração tecnológica, e esses esforços estavam gerando valor comercial tangível em diferentes medidas, incluindo novas fontes de receita e redução de custos.

A seguir, apresentamos as conclusões da pesquisa, que identificou sete principais lições sobre essas transformações tecnológicas, e de que forma elas agregam valor para as empresas.

Lição #1: Investimentos em tecnologia geram ganho de receita

Transformação tecnológica gera mais receita do que gasto. Quando perguntados sobre cerca de dez tipos diferentes de iniciativas de transformação, mais de dois terços dos entrevistados afirmaram que essas mudanças aumentaram a receita das operações existentes, e mais da metade disse que geraram novas fontes de receita (por exemplo, uma nova linha de produtos ou novos negócios).

A pesquisa identificou também que mais de três quartos das iniciativas adotadas pelas empresas resultaram em significativas reduções de custos e melhorias na experiência dos colaboradores.

Lição #2: Transformações focadas nas pessoas são as que geram maior valor

No que diz respeito ao impacto, os resultados sugerem que nem todos os tipos de transformações são iguais. Entre as dez iniciativas abrangidas pela pesquisa, os entrevistados dizem que as mudanças relacionadas às pessoas estão entre as que mais geram valor.

Ou seja, as mudanças nas estratégias para atrair, reter e aprimorar talentos com habilidades digitais e de engenharia foram as que causaram maior impacto nas empresas entrevistadas.

Apesar do alto potencial das iniciativas focadas em pessoas, a pesquisa identificou também que estas são as de adoção menos provável:

Lição #3: Talentos são o mais valioso e mais difícil ponto das transformações digitais

Além de se destacarem pelo seu potencial de gerar valor, as transformações focadas nas estratégias de talentos são muito mais comuns em empresas de alto desempenho, que se revelaram mais de três vezes mais propensas a esse tipo de mudanças.

A pesquisa constatou também que a necessidade de se preocupar com talentos é universal e urgente: os entrevistados acreditam que mais de 40% de sua força de trabalho precisará ser substituída ou treinada para compensar as lacunas de habilidades de suas organizações. 

Porém, apenas 15% dos entrevistados disseram que suas empresas planejam uma transformação na estratégia de talentos nos próximos dois anos, embora o desafio seja evidente.

Imagem1_Post_7_lições_McKinsey

Lição #4: O desafio relacionado aos talentos favorece a busca por fornecedores externos

Em razão das dificuldades de fazer mudanças relacionadas aos talentos, grande parte dos participantes da pesquisa responderam que houve um aumento da dependência de fornecedores externos para dar suporte às atividades básicas de TI e outras estratégias digitais, com 47% dos entrevistados respondendo que estão confiando mais em parceiros para complementar os recursos internos. 

Lição #5: As empresas com melhor desempenho são mais adeptas à transformação digital

As empresas com desempenho superior em atividades de tecnologia essenciais não apenas geraram mais valor como resultado de suas transformações tecnológicas, mas também executaram mais iniciativas. Em média, executaram cinco das dez iniciativas de transformação analisadas, em comparação com três iniciativas nas empresas com desempenho inferior.

Esse resultado comprova que fortalecer capacidades em uma área, geralmente, leva ao desenvolvimento de outras ao mesmo tempo, porque essas capacidades se reforçam mutuamente. 

Por exemplo, as empresas que aplicam recursos no seu desenvolvimento ágil geralmente investem na contratação de novos talentos, e na aceleração de suas estratégias de nuvem ou automação.

Lição #6: Tecnologias mais avançadas geram maior valor

Os resultados sugerem que, em geral, as tecnologias avançadas podem gerar um valor superior nas transformações tecnológicas: 44% dos entrevistados que relataram o uso da Internet das Coisas (IoT) ou tecnologias de computação de ponta em transformações recentes disseram que viram reduções de custos mais significativas

No entanto, essas tecnologias são relativamente incomuns. Apenas um quarto dos entrevistados disse que suas empresas usam IoT.

Lição #7: Preencher o abismo entre tecnologia e negócios é fundamental para um desempenho superior

Nas empresas com melhor desempenho, a chance de as equipes de TI e de negócios trabalham em conjunto para desenvolver estratégias corporativas e de tecnologia é três vezes maior.

Além disso, essas empresas são mais de quatro vezes mais propensas a ter um modelo operacional digitalmente integrado ou totalmente digital, no qual equipes digitais e orientadas para negócios – ou equipes multifuncionais – fornecem tecnologia em toda a organização.

Tecnologia agregando valor na prática

As empresas líderes no desenvolvimento de novas tecnologias exercem um papel ativo na transformação digital dos negócios. Na indústria de seguros, as insurtechs vêm se destacando nesse papel.

Com uma tecnologia inovadora, a Avita é a primeira insurtech brasileira a desenvolver uma plataforma online de emissão automática, controle e gestão de seguro garantia e fiança locatícia.

A Avita oferece uma solução capaz de reduzir o custo e tempo para emitir e gerenciar seguros garantia judiciais automaticamente, seja qual for o valor, localidade, natureza judicial e setor de atuação da empresa contratante.

Assim, na medida em que automatiza a contratação e gestão de grandes volumes de garantias, entrega um serviço de alto valor agregado e contribui para a preservação do caixa da empresa.

Imagem3_Post_7_lições_McKinsey

Quer saber mais? Entre em contato com nossa equipe!